FOGO E LUZ

(ZAMBA CARPERA)

Sapecada da Serra Catarinensa

 FOGO E LUZ

 

Sou o sol em fim de tarde,

Te dando um último aceno...

Sou a lembrança que arde,

Neste teu corpo moreno.

 

Na zamba deixo pra ti,

O brilho que em mim reluz;

Era inteiro, mas perdi,

Sobraram réstias de luz.

 

Por amor, fui sol intenso,

Rebrilhei tantos carinhos...

E a paixão, desejo imenso,

Agranda nos teus olhinhos.

 

Quisera o tempo voltar,

E abrandar meu desespero.

E em fogo e luz retornar,

Novamente, sol inteiro.

 

Porem a vida negou-me,

De ser luz em teu espaço.

Mas lembraras o meu nome,

Quando o sol for só um pedaço.

 

O sol que arde sou eu.

Réstia de dia, no fim...

No fim de tarde, no breu,

Talvez tu lembres de mim.

AUTOR(ES) DA LETRA:

ramiro amorim
Lages, SC

AUTOR(ES) DA MÚSICA:

kiko goulart
Lages, SC