CASAMENTO GAÚCHO

(MILONGA)

Sapecada da Serra Catarinensa

CASAMENTO GAÚCHO

 

Casamento gaúcho

Na santa igreja imaculada

A benção já tão atadas

Num par de alianças douradas

A benção já tão atadas

Num par de alianças douradas

 

O noivo índio gauderio

Criado pelo galpão

Cresceu quebrando queixo de potro

Lidando com redomão

Cresceu quebrando queixo de potro

Lidando com redomão

 

 

A noiva moça prendada

Do pai ganhou a benção

Deixou deves a cidade

Pra morar em um rincão

Deixou deves a cidade

Pra morar em um rincão

 

Casamento gaúcho

Interiorano assim eu canto

Pra mostrar que os opostos

Atraem-se e qual quer canto

Assim a moça da cidade

Casa-se com um gaúcho

Deixando a modernidade

Pra moram num rancho sem luxo

 

Casamento gaúcho.

Interiorano assim eu canto.

Pra mostrar que os opostos

Atraem-se e qual quer canto

Assim a moça da cidade

Casa-se com um gaúcho

Deixando a modernidade

Pra moram num rancho sem luxo...

 

AUTOR(ES) DA LETRA:

MAURO BILL SILVA BARBOSA
Painel, SC

AUTOR(ES) DA MÚSICA:

YGOR BORGES
Lages, SC